Veja a alteração em relação a inclusão e exclusão para acesso aos benefícios sociais
Veja a alteração em relação a inclusão e exclusão para acesso aos benefícios sociais

O Cadastro Único, também conhecido como CadÚnicoé o sistema de dados pelo qual o governo federal utiliza para incluir ou excluir pessoas, em programas de auxílio financeiro, como o Auxílio Brasil. Para aderir ao benefício referido, inclusive, um dos principais requisitos é estar devidamente cadastrado no Cadastro Único.

Com mudança no Governo federal em 2023, o Auxílio Brasil voltará a ser chamado de bolsa familiae segundo a equipe de transição, haverá um pente fino em relação ao benefício social.

Exclusão cadastral do CadÚnico

Em setembro de 2022, o Ministério da Cidadania promoveu a atualização dos motivos que podem levar uma família a ser excluída do Cadastro Único. Entre os motivos mais comuns que levam à saída do CadÚnico estão a falta de atualização dos dados há mais de 2 anos, a omissão de informações, critérios de renda, veja abaixo os motivos:

A pasta da Cidadania lutou ainda os motivos pelos quais levam à exclusão cadastral de pessoas do CadÚnico, como decisão judicial, suspeita de fraude e desvinculação da família.

A lista completa e atualizada está relacionada abaixo, sendo o motivo antigo da exclusão, observação e o motivo atual:

Pré-inscrição

A pré-inscrição online permite que o processo presencial seja mais rápido, mas não anula a necessidade de comparação ao CRAS para formalizar a inscrição no CadÚnico 2023. Veja os passos abaixo:

Documentos para inscrição

Apenas o responsável pela família precisa comparecer ao local, com os seguintes documentos:

  • CPF, Título de Eleitor e documento de identidade do responsável e dos outros membros da família;
  • Caso seja família indígena, o responsável também deve apresentar o seu Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI);
  • Outros documentos podem ajudar no processo ou podem ser solicitados na ocasião, como comprovante de endereço e matrícula escolar.

Quem precisará renovar o CadÚnico 2023?

Parte da equipe do governo Lula já deu exemplos de que algumas famílias devem renovar o CadÚnico 2023. A ideia é que elas passem por um processo de filtragem e que garantam que tenham direito ao benefício. São elas:

  • Famílias unipessoais – compostas por uma única pessoa;
  • Famílias que estão com dados desatualizados desde 2018 a 2019;
  • Quem não acompanhou os dados nos últimos dois anos.

Em 2022, foram convocados a fazer a atualização cadastral aqueles que estavam com os dados desatualizados desde 2017 a 2018. Quem não cumprir com essa obrigação terá seu benefício cortado até que faça o processo, e pode ter o corte e cancelamento se não atualizar os dados até julho do próximo ano.

Para passar pelo processo é preciso comparecer até uma unidade do CRAS com documentos de comprovação de renda e de identificação. O sistema filtrará as inscrições e caso perceba que a família não cumpre mais com os requisitos, poderá ser excluído.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.