Terroristas enviaram fundos para a Síria por meio de cupons de Bitcoin comprados na França

0

A polícia francesa prendeu 29 indivíduos relacionados a um grupo terrorista sírio que supostamente usava lojas de conveniência que aceitavam Bitcoin para enviar centenas de milhares de euros em criptomoedas para o exterior, informou a agência de notícias local Capital na terça-feira (29).

Os clientes franceses podem comprar cupons de criptomoedas no valor de até € 250 (cerca de US$ 292) – fornecidos principalmente por duas empresas locais, Digycode e Keplerk – em mais de 30.000 lojas de conveniência e tabacarias em todo o país. Esses cupons pré-pagos podem ser trocados por Bitcoin e outras criptomoedas por meio das plataformas dos fornecedores citados.

De acordo com a Procuradoria Nacional Antiterrorismo, os suspeitos estavam comprando esses cupons de criptomoedas e enviando seus códigos para os líderes do grupo – dois cidadãos franceses que atualmente residem na Síria. Os cupons foram então convertidos em Bitcoin na Turquia.

Ainda que seja exigido dos clientes informações de identificação para registrar uma conta nos sites dos emissores de cupons e receber seus Bitcoin, os líderes do grupo terrorista ainda conseguiram ativar com sucesso seus códigos de BTC. Eles conseguiram fazer a conversão apesar de terem sido condenados a 10 anos de prisão e de terem mandados de prisão internacionais emitidos contra eles, observou o veículo de comunicação.

O cofundador da Digycode, Christopher Villegas, disse à Capital que a empresa foi informada sobre a situação em julho e praticamente bloqueou o acesso à sua plataforma de fora da França desde então.

“Banimos todas as conexões fora da França e Suíça, todos os outros países como Turquia e Síria foram completamente banidos”, disse ele.

Sobre o Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *