Tarifa de energia elétrica terá redução média de quase 10% na região de Presidente Prudente

0
Spread the love

Valor foi homologado nesta terça-feira (9) pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Conta de luz vai ficar mais barata na região de Presidente Prudente (SP)
FreePik
A partir do dia 12 de julho, a tarifa de energia elétrica dos consumidores atendidos pela concessionária Energisa Sul-Sudeste terá uma redução média de 9,89%.
📱 Participe do Canal do g1 Presidente Prudente e Região no WhatsApp
A redução foi homologada nesta terça-feira (9) pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), dentro do calendário do Reajuste Tarifário Anual (RTA) de 2024 da Energisa Sul-Sudeste, que atende Presidente Prudente (SP) e outras 23 cidades do Oeste Paulista.
Definido pela Aneel, o processo de reajuste da tarifa acontece anualmente, sendo previsto no contrato de concessão e aplicado para todas as distribuidoras de energia do país.
Na prática, a tarifa da Energisa Sul-Sudeste terá efeito médio a ser percebido pelos consumidores de -9,89%. Para a baixa tensão, o índice será de -9,40%, sendo que os clientes residenciais (B1) devem perceber -9,37%. Já os clientes que se enquadram na média e alta tensão (indústrias e comércios de médio e grande porte) o índice médio será de -11,12%.
A Energisa Sul-Sudeste é a responsável pela distribuição de energia e atua apenas como arrecadadora dos demais itens que compõem a fatura. Para melhor compreensão, em uma conta de luz no valor de R$ 100, por exemplo, 19,2%, ou seja R$ 19,20 ficam com a distribuidora.
“Esse valor usamos para investimentos na modernização e melhoria da qualidade dos serviços prestados, ampliação da rede e do sistema elétrico; também para cobrir os custos com colaboradores, pagamento de fornecedores e prestadores de serviços, renovação e manutenção da frota e entre outras ações sempre visando o benefício dos nossos clientes”, explica o diretor-presidente da Energisa Sul-Sudeste, José Adriano Mendes Silva.
Outros 29% do valor total da fatura são destinados às empresas responsáveis pela geração da energia; 14,1% vão para as transmissoras, que levam a energia até as subestações; 17,2% são para encargos setoriais, enquanto 20,5% são impostos direcionados aos governos federal, estadual e municipal, inclusive a Contribuição de Iluminação Pública, que é repassada integralmente às prefeituras. Aqui ainda são somados os valores da bandeira tarifária, que, neste mês de julho, será amarela, com um acréscimo de R$ 1,88 a cada 100 kWh consumidos.
Toda essa divisão de recursos da tarifa é detalhada na fatura que chega mensalmente ao consumidor.
Serviço
Em caso de dúvidas, o consumidor pode consultar a Energisa pelos canais de atendimento:
Aplicativo Energisa On,
site ou
Chatbot da Gisa (WhatsApp): gisa.energisa.com.br.
VÍDEOS: Tudo sobre a região de Presidente Prudente
Veja mais notícias em g1 Presidente Prudente e Região.

Sobre o Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *