Rolinha-roxa constrói ninho em cima de vassoura e surpreende moradora de Mogi Guaçu

0
Spread the love

Lugares silenciosos e com pouca movimentação são atrativos para reprodução. Ornitólogo ressalta importância de não interferir no processo, sob risco da fêmea abandonar o ninho. Rolinha-roxa constrói ninho em cima de vassoura
Imagine a surpresa de encontrar um ninho de rolinha-roxa (Columbina talpacoti) construído em um lugar nada convencional: sobre a vassoura da lavanderia de casa. Foi exatamente isso que aconteceu com Maria Rita Fernandes, uma moradora de Mogi Guaçu (SP).
Segundo ela, o primeiro encontro com o ninho aconteceu no dia 18 de maio. Como de costume, Maria entrou na lavanderia durante a tarde para lavar roupas e, ao abrir a porta, foi surpreendida pela ave que saiu voando. Tudo parecia normal, até que ela avistou o ninho em cima da vassoura, já com um ovo.
Ninho de rolinha-roxa feito em cima de duas vassouras
Maria Rita Fernandes
“Fiquei espantada quando vi! Pensei ‘nossa, que audácia, ela entrou dentro da lavanderia e fez o ninho’. E foi rápida a construção, praticamente de um sábado para o outro”, relata a moradora.
Maria resolveu não mexer no ninho e seguiu com os afazeres domésticos, mas depois de alguns dias notou que mais um ovo tinha sido colocado. Foi então que decidiu documentar a estadia dos novos inquilinos.
Para respeitar o espaço da mãe com os ovos e não assustá-la, a moradora decidiu evitar a lavanderia o máximo possível. Ela optou por deixar a porta semiaberta, permitindo que a ave tivesse acesso livre ao local, e só ia lá quando era realmente necessário. Inclusive, no dia em que os ovos quebraram e os filhotes nasceram, Maria não estava presente.
Filhotes no ninho.
Maria Rita / VC no TG
Ela também mencionou que ficou feliz com a escolha do ninho da rolinha-roxa naquele local, pois acompanhar o crescimento dos filhotes tem sido uma experiência especial, ainda que breve. “Estou feliz e penso como a natureza é sábia”, diz.
Maria Rita conta que espera receber outros inquilinos ilustres no futuro, por isso pretende deixar as vassouras no mesmo lugar, na esperança de novos ninhos. “O bom filho à casa torna”, brinca ela.
Lugar tranquilo
De acordo com o ornitólogo Guilherme Brito, a rolinha-roxa escolheu o local inusitado provavelmente porque considerou ser um ambiente seguro e sombreado para a nidificação.
“Provavelmente as vassouras estavam encostadas nos dias em que a ave avaliou a possibilidade e como ninguém mexeu, considerou o local estável e adequado para a construção”, pontua.
A espécie constrói ninhos em locais diversos, como árvores, arbustos, parapeitos, vigas, lajes, entre outros. A presença humana não costuma ser atrativa, mas em ambientes calmos como a casa da Maria, as fêmeas conseguem cuidar dos filhotes e não abandonam o ninho.
A construção do ninho da rolinha-roxa dura entre 2 e 4 dias
Leonardo Casadei
Por isso a importância de, ao se deparar com ninhos de aves, não mexer neles e tentar evitar ao máximo movimentações ao redor.
“Os donos da casa fizeram o correto de evitar perturbar os animais nessa situação, já que ninhos são muito importantes, tanto para a reprodução como para abrigo permanente para algumas espécies. É necessário um local seguro e protegido para cuidado com filhotes e ovos frágeis. O cuidado parental é muito importante no grupo”, diz.
A rolinha-roxa geralmente demora entre dois a quatro dias para construir o ninho. O período de incubação e nascimento dos filhotes dura cerca de 12 dias e os recém-nascidos são cuidados pelos pais por mais 15 dias. Ao todo, o processo dura cerca de um mês até as novas rolinhas saírem voando.
Apenas depois disso, segundo o pesquisador, é possível limpar o local e remover o ninho sem prejudicar a reprodução da ave.
VÍDEOS: Destaques Terra da Gente
Veja mais conteúdos sobre a natureza no Terra da Gente

Sobre o Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *