Recife inicia vacinação contra Covid-19 de bebês 6 a 11 meses neste sábado

0
Imunização de 8,7 mil bebês sem comorbidades ocorrerá em quatro locais da Capital. Foto: Rovena Rosa

Vacinação infantil

Começa neste sábado a vacinação de 8.700 bebês de 6 a onze meses de idade sem comorbidades no Recife. Segundo a Secretaria de Saúde do Recife, a imunização desse novo grupo será feita mediante cadastro e agendamento no aplicativo ou no endereço da Internet do Conecta Recife (clique aqui) <https://conecta.recife.pe.gov.br/>, disponível desde as 12 horas desta sexta-feira..

A ampliação da vacinação dos bebês foi discutida e aprovada pelo Comitê Técnico Estadual de Acompanhamento da Vacinação com base na baixa procura de pais, mães e responsáveis pela imunização de crianças de 6 meses a menores de 2 anos com comorbidades, disponível desde o último sábado. Não foi anunciada nenhuma ação específica para garantir a imunização das crianças com comorbidades que não foram levadas para serem imunizadas.

Para ter acesso à imunização, pais, mães e responsáveis por bebês de 6 a onze meses de idade poderão optar por quatro centros de vacinação da Capital: shoppings Recife, em Boa Viagem; RioMar, no Pina; Boa Vista, na Região Centro; e no Sítio da Trindade, em Casa Amarela. A vacina será aplicada de domingo a domingo, sempre mediante agendamento.

De acordo com a recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a vacina utilizada para o público de 6 a onze meses de idade sem comorbidades será a Pfizer Baby, que possui um frasco com a tampa na cor vinho e é diferente dos demais imunizantes do laboratório.

Calendário de vacinação
O esquema vacinal dos bebês será feito em três doses, sendo as duas primeiras com intervalo de 21 dias (três semanas), seguidas por uma terceira dose que deve ser administrada pelo menos dois meses (oito semanas) após a segunda dose. A Secretaria de Saúde do Recife destacou que a vacina contra a Covid-19 pode ser aplicada sem necessidade de intervalo entre as demais vacinas do Calendário de Vacinação de Rotina.

No ato do cadastramento é preciso anexar documento oficial da criança, comprovante de residência em nome da mãe, do pai ou de um responsável legal, além de documento oficial que comprove filiação/responsabilidade. As mães, os pais ou responsáveis cadastrados precisam estar presentes no momento da vacinação e munidos dos respectivos documentos de identificação e dos da criança, além de comprovante de residência no Recife.

Em caso de ausência de pai, mãe ou responsável, a vacinação deve ser autorizada por um termo de consentimento por escrito, cujo modelo é disponibilizado pela Secretaria de Saúde do Recife no Conecta Recife. Para esses casos, além do termo de autorização, a pessoa que for acompanhar a criança deve levar documento que comprove a relação de parentesco, bem como o documento da criança e o comprovante de residência.

No Recife, o registro das doses anticovid dessa população será efetuado na caderneta ou cartão de vacina que a criança já possua e é destinado à anotação de outras vacinas do calendário infantil. No dia da vacinação, bebês e crianças ganham um “Certificado de Criança Super Vacinada”, numa estratégia para estimular o público infantil na hora da aplicação da vacina. No certificado, o “MC Gotinha” ostenta uma capa de super-herói e o documento traz dizeres de incentivo em linguagem jovem e contemporânea. Via Diário de Pernambuco

Sobre o Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *