Pesquisa Quaest de 10 de julho sobre avaliação de Lula por região, sexo, idade, escolaridade, renda, cor ou raça e religião

0
O SEU JORNAL
Spread the love

Levantamento ouviu 2 mil pessoas com 16 anos ou mais em 120 municípios entre 5 e 8 de julho e foi encomendado pela Genial Investimentos. Quaest: Aprovação de Lula vai a 54%
Pesquisa Quaest divulgada nesta quarta-feira (10) levantou a avaliação dos brasileiros sobre o trabalho do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e sobre o seu governo.
O trabalho do presidente Lula (PT) é aprovado por 54% , enquanto 43% dos entrevistados reprovam. O resultado indica que a aprovação voltou a se descolar da reprovação. Em maio, os percentuais eram de 50% e 47%, o que indicava empate técnico entre os dois indicadores. A margem de erro é de 2 pontos para mais ou para menos.
A pesquisa ouviu 2 mil pessoas com 16 anos ou mais em 120 municípios entre os dias 5 e 8 de julho. A pesquisa foi encomendada pela Genial Investimentos. O intervalo de confiança é de 95%.

Veja os dados gerais e os recortes por região, sexo, idade, escolaridade, renda, região, religião e cor ou raça:
Todos os entrevistados

Renda familiar
A aprovação de Lula, agora, é 43 pontos maior que a reprovação entre os que ganham até 2 salários mínimos. A vantagem é a maior desde o início do mandato.
Gênero
A aprovação entre as mulheres foi para 18 pontos, o triplo dos 6 registrados em fevereiro de 2024.

Religião
Entre os evangélicos, a reprovação segue acima da aprovação, mas a diferença agora é de 10 pontos, ante 27 em fevereiro de 2024.

Região

Escolaridade

Idade

Cor ou raça

LEIA TAMBÉM:
Quaest: para eleitores, economia, violência e questões sociais são os principais problemas do Brasil
Quaest: Para 53%, falas de Lula não são principal razão para o aumento do dólar; 34% acham que sim
Quaest: 66% concordam com críticas de Lula à política de juros do Banco Central, e 23% discordam
Quaest: 75% acham que alta do dólar vai afetar preços de alimentos e combustíveis no Brasil
Percepção da economia melhora entre os mais pobres, indica Quaest

Sobre o Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *