Mulher morre vítima de dengue um dia após ser liberada de UPA no litoral de SP

0

Ela procurou atendimento médico e foi atendida na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Itanhaém. Município registrou dois óbitos por dengue em 2024. Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Itanhaém
Divulgação/Prefeitura de Itanhaém
Uma mulher, de 49 anos, morreu vítima de dengue em Itanhaém, no litoral de São Paulo. A vítima faleceu em casa um dia após ser liberada da Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Essa é a segunda morte confirmada pela doença no município em 2024.
✅Clique aqui para seguir o canal do g1 Santos no WhatsApp.
De acordo com a Prefeitura de Itanhaém, a mulher procurou atendimento médico no dia 1° de abril e foi atendida na UPA de Itanhaém, sendo liberada no dia seguinte. A morte da vítima foi confirmada em sua própria residência no dia 3 de abril.
A divulgação do resultado do exame positivo para dengue foi realizada pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), na terça-feira (23). Ainda segundo a pasta, o município já registrou 742 casos de dengue. Não há outras mortes suspeitas sob investigação.
Neste ano, a Baixada Santista já registrou mais de 9.111 mil casos de dengue, além de 4.693 mil casos suspeitos. Segundo a pasta, são 7 mortes confirmadas pela doença na região e outras 13 suspeitas, que aguardam confirmação dos exames laboratoriais.
Mortes na região
A primeira morte confirmada por dengue na Baixada Santista foi em Peruíbe. A vítima, um idoso de 77 anos, morreu em 25 de fevereiro. De acordo com a prefeitura, o homem relatou ter tido sintomas de dengue quatro dias após retornar de uma viagem da Bahia — região endêmica.
Dois homens, de 59 e 65 anos, morreram após contrair a doença em Guarujá, no mês de fevereiro. A Secretaria de Saúde do município destacou que a vítima de 65 anos era diagnosticada com doença renal crônica.
Em Itanhaém, no dia 13 de março, uma mulher, de 36 anos, morreu após contrair dengue do tipo 1. Ela chegou a ser internada no Hospital Regional Jorge Rossmann (HRJR), mas não resistiu. O resultado do exame foi divulgado em 2 de abril.
A 5° morte na região foi registrada em Bertioga. A vítima, um homem de 60 anos, foi o primeiro registro fatal da doença no município em 2024. A morte do paciente ocorreu no dia 28 de março, após ser internado no Hospital Municipal.
Há cerca de duas semanas, um menino, de 1 ano, morreu vítima de dengue em Cubatão (SP). O caso ocorreu durante atendimento no Pronto-Socorro Infantil (PSI), após rápida evolução do quadro clínico. Essa foi a 6° morte confirmada na região, e a primeira no município.
VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos

Sobre o Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *