Milei ainda não se reuniu com Alberto Fernández para iniciar a transição
Milei ainda não se reuniu com Alberto Fernández para iniciar a transição
O libertário Javier Milei venceu as eleições presidenciais deste domingo (19) com 55% dos votos argentinos| Foto: EFE/Franco Trovato Fuoco

O economista libertário Javier Milei, eleito presidente da Argentina neste domingo (19), anunciou nesta segunda-feira (20) que ainda não tem “nenhuma reunião prevista” com o presidente peronista Alberto Fernández para iniciar a transição de governo do país.

Segundo informações do site argentino Infobae, a reunião entre Milei e Fernández foi adiada nesta segunda por diferenças sobre o local e o horário propostos pela Casa Rosada. O presidente eleito preferiu que o encontro fosse em um lugar neutro, enquanto o atual mandatário insistiu em que fosse na residência de Olivos, residência oficial do presidente da Argentina, ou na sede do governo.

Ainda nesta segunda, Milei também lançou sua primeira conta
oficial na rede social X (antigo Twitter) como presidente eleito, sob o nome de
“Oficina do Presidente Eleito Javier Milei” (OPEArg).

Em seu primeiro comunicado, Milei informou que conversou por telefone com “vários líderes estrangeiros” que lhe expressaram seu apoio e que “ratificou seu desejo de defender a democracia e o comércio livre com todos os países do mundo”. Além disso, ele afirmou que não fará nenhum outro anúncio de nomeações para cargos do futuro governo até o dia de sua posse, que ocorrerá em 10 de dezembro.

Milei também destacou que até o dia de sua posse, o presidente peronista Fernández e o ministro da Economia, Sergio Massa, são os “responsáveis constitucionais pela situação dos argentinos”. Mais cedo, o libertário criticou Massa por atribuir a ele a responsabilidade pelos possíveis problemas econômicos que possam surgir após sua vitória na disputa eleitoral.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.