Idoso deixa US 3,8 milhões para cidade norte-americana
Idoso deixa US 3,8 milhões para cidade norte-americana

O idoso norte-americano Geoffrey Holt deixou uma fortuna para a pequena cidade de Hinsdale, em New Hampshire, nos Estados Unidos (EUA), onde vivia. O homem simples, que nem aparelho de TV ou computador tinha, morreu em junho, aos 82 anos, revelando um segredo em seu testamento: U$ 3,8 milhões – aproximadamente R$ 19 milhões.

O testamento de Holt especificava que a fortuna deveria ser usada pela comunidade, de apenas 4.200 habitantes, em benefício das áreas de educação, saúde, recreação e cultura.

+ Leia mais notícias do Mundo em Oeste

Segundo os moradores de Hinsdale, Holt realizava trabalhos esporádicos em residências, raramente deixava a cidade e usava roupas gastas.

Apesar de ter sido instrutor de direção para estudantes do ensino médio (Nos EUA os jovens aprendem a dirigir na escola.), ele não tinha carro. O milionário se locomovia por bicicleta ou por um mini trator de cortar grama.

De acordo com o seu melhor amigo e ex-empregador, Edwin “Smokey” Smith, ele também não tinha aparelho de TV ou computador: “Parecia ter o que queria, e ele não queria muito”, disse.

Geoffrey Holt  o milionário que vivia como pobre
Geoffrey Holt viveu por mais de 40 anos na pequena Hinsdale | Foto: Divulgação/Edwin Smith

A única extravagância de Holt era colecionar modelos de trens, carros, discos e livros de história. O idoso morava sozinho em um trailer com poucos móveis, no condomínio de casas móveis onde também era zelador. Em 2017, ele perdeu a namorada, com quem vivia. O casal não teve filhos.

Leia também: “Milionário diz porquê não vai deixar herança para os filhos”

O presidente do conselho municipal de Hinsdale, Steve Diorio, recorda que sempre acenava para Holt quando passava por ele de carro: “Acho que ninguém fazia ideia de que ele era tão bem-sucedido”, disse. “Sei que ele não tinha muitos parentes, mas ainda assim, deixar para a cidade onde morava, é um tremendo presente.”

A única irmã de Holt, Alison, de 81 anos, não se casou e não teve filhos. Ela contou que o irmão sabia fazer bons investimentos: “Ele sempre me disse que seu o principal objetivo na vida era garantir que ninguém notasse nada”, contou. “Só fico triste por ele não ter investido (o dinheiro) nele mesmo”.

Leia também: “Homem mais rico do mundo tem fortuna de U$ 221 bilhões”

“Smokey”, único que sabia da fortuna de Holt, conta que o amigo sempre falava de ter crescido ouvindo o pai orientar sobre a importância de ser “cuidadoso com o dinheiro, pois poderia não durar”.

Ao longo da vida, o milionário disfarçado de pobre também trabalhou como gerente de uma fábrica de grãos no estado de Vermont.

Conheça Hinsdale, a cidade do milionário disfarçado de pobre

Correio mais antigo em funcionamento nos EUACorreio mais antigo em funcionamento nos EUA
Até ganhar as páginas da imprensa internacional por conta da herança de Geoffrey Holt, a pequena Hinsdale se orgulhava apenas de abrigar o correio mais antigo em funcionamento nos EUA | Foto: Divulgação/Prefeitura de Hinsdale

Hinsdale fica à beira do Rio Connecticut, no estado de New Hampshire, entre Vermont e Massachusetts. A pequena comunidade, com pouco mais de 4 mil habitantes, vive de pequenos negócios. O lugar é convidativo para quem gosta de fazer caminhadas e de pescar.

A cidade recebeu esse nome em homenagem a Ebenezer Hinsdale, um oficial nas Guerras Franco-Indígenas, que construiu um forte e um moinho de grãos.

Hinsdale se orgulha de ter o posto de correios em operação mais antigo dos EUA, desde 1816.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.