homem que matou ambulante a facadas é condenado a 12 anos de prisão
homem que matou ambulante a facadas é condenado a 12 anos de prisão

O crime foi motivado por uma discussão banal, iniciada pelo próprio réu, que importunava as pessoas à saída do estabelecimento comercial

Um homem que assassinou um vendedor ambulante no Gama foi condenado a 12 anos de prisão em regime fechado. A Promotoria de Justiça do Tribunal do Júri do Gama obteve a condenação de Gustavo Freitas Sousa pelo homicídio qualificado de Clean Rodrigues Rocha. O Tribunal do Júri aceitou a qualificadora proposta pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) de crime cometido por motivo fútil.

Em 29 de janeiro de 2023, por volta da meia-noite, em frente a uma distribuidora de bebidas no Gama, Gustavo Freitas Sousa desferiu quatro facadas contra Clean. Apesar de ter recebido socorro pelo Corpo de Bombeiros (CBMDF) e de ter sido levado ao Hospital Regional do Gama (HRG), a vítima não resistiu.

O crime foi motivado por uma discussão banal, iniciada pelo próprio réu, que importunava as pessoas à saída do estabelecimento comercial. Filmagem feita por testemunhas mostra que o réu tomou os óculos de grau da vítima, guardou na cintura e depois os deixou cair, além de tê-lo agredido com uma cabeçada no rosto, ao que a vítima não reagiu.

“Foi somente depois de inúmeras investidas agressivas do acusado que a vítima, não se conformando quando o acusado lhe tomou o boné, demonstrou que não se submeteria mais àquelas agressões passivamente”, diz a peça. Nesse momento, Gustavo desferiu as facadas contra Clean.

 

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.