Famosos se manifestam contra privatização das praias e fazem críticas a Neymar

0

Elisa Lucinda, Vera Fischer, MariMoon, Leandro Lima e mais famosos usaram as redes sociais para se manifestar sobre a PEC aprovada pela Câmara dos Deputados. Famosos se manifestam contra privatização das praias e fazem críticas a Neymar
Reprodução/Instagram
Elisa Lucinda, Vera Fischer, MariMoon, Leandro Lima e mais famosos usaram as redes sociais para se manifestar contra a privatização das praias após a Câmara dos Deputados aprovar a proposta de Emenda à Constituição (PEC) que retira da União a propriedade exclusiva sobre os chamados terrenos de marinha — áreas localizadas na faixa de terra de 33 metros ao longo de toda a costa brasileira.
Veja 5 perguntas e respostas sobre a polêmica da PEC das Praias que pode ‘privatizar’ terrenos à beira-mar
O projeto prevê a autorização para a venda desses terrenos a empresas e pessoas que já estejam ocupando a área.
Ou seja, as áreas não abrangem a praia e o mar, frequentadas pelos banhistas. Essa parte continuaria pública. Os terrenos de marinha correspondem a uma camada mais atrás da praia, onde ficam geralmente hotéis e bares.
As postagens também foram feitas após a troca de farpas entre Luana Piovani e Neymar sobre o assunto. Neymar entrou na história porque anunciou a parceria com uma construtora para um condomínio beira-mar. Com isso, passou a ser acusado pela atriz de se beneficiar com o projeto – o que o jogador e a empresa responsável pelo condomínio negam.
Com isso, boa parte das postagens de famosos contra a privatização também fazem críticas ao jogador.
Leia também: Entenda treta entre Luana Piovani e Neymar por PEC sobre praias
Entenda a polêmica sobre privatizar praias no Brasil
‘-Ney, +Mar’
Anderson Muller, ingrid Guimarães, Otavio Muller e Vera Fischer foam alguns dos famosos que se manifestaram sobre a privatização das praias
Reprodução/Instagram
Vera Fischer, Otavio Muller e Anderson Muller usaram um post que dizia “-Ney, +Mar” para falar sobre o assunto.
Vera completou a postagem de manifesto escrevendo: “quando meia palavra basta. Não caia nessa, seja contra à privatização das praias! Cuide bem do mundo que o mundo cuidará de você!”.
“O Ney é a feiúra fabricada no Brasil e o Mar nossa beleza natural… Me poupe, Neymar. E com todo respeito vai te catar”, escreveu Anderson, completando o post com as hashtags “bobão”, “ridículo”, “prepotente” e “babaca”.
Embora não tenha postado nada diretamente em suas redes, Ingrid Guimarães comentou o post de Otavio Muller, escrevendo “amei” nos comentários.
Initial plugin text
“O que vocês acham?”
Nascido na Paraíba, o ator Leandro Lima perguntou aos seguidores o que eles achavam da privatização, mas deixou, também, seu posicionamento:
“Eu sou nordestino e sou contra a privatização das praias”.
A apresentadora MariMoon também se posicionou sobre o tema: “Esse perfil diz ‘não’ à privatização das praias”.
Initial plugin text
Initial plugin text
“Ney, pra mim, só o Matogrosso”
A atriz Leticia Colin repostou algumas mensagens de outras personalidades no Instagram. Em uma delas, postada pelo apresentador Fernando Oliveira, estava escrito: “Ney, pra mim, só o Matogrosso”.
Letícia ainda compartilhou uma segunda mensagem que dizia: “É inacreditável que tenha gente no Brasil realmente propondo privatização de praias nesse momento e ainda, supostamente, com apoio de uma pessoa tida como a maior representação atual do futebol brasileiro. Parece tudo uma grande piada de péssimo gosto.”
A atriz Elisa Lucinda se juntou aos críticos da privatização e de Neymar, escrevendo:
“Querem por o mar no bolso, Odoyá, e lucrar. Aquele que privatizar as praias de Yemanjá terá infortúnio público e particular. Aquele que aprovar vender o direito ao mar, está longe da grandeza de Vini Jr. e tragicamente perto do anti-Brasil saudável, que se tornou Neymar.”
Initial plugin text
🖊️ O que diz a PEC das praias?
A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) quer retirar da União a propriedade exclusiva sobre os chamados terrenos de marinha. Essas são áreas na costa marítima brasileira, incluindo as praias e o contorno de ilhas.
É possível construir casas e empreendimentos nessas regiões, mas, nesse caso, os proprietários estão sujeitos ao regime de aforamento. Isso faz com que, mesmo podendo morar ou empreender na área, eles tenham que pagar à União uma taxa anual.
➡️ O ponto na proposta que levanta a discussão é que com a regra atual a União segue sendo a dona, mas caso a proposta seja aceita, isso muda.
A PEC já foi aprovada pela Câmara dos Deputados, mas seguiu para o Senado Federal, onde ainda não foi votada.
Luana Piovani e Neymar trocam farpas sobre PEC das praias

Sobre o Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *