Em uma semana, região de Jundiaí registra ao menos três acidentes causados por motoristas bêbados

0
Spread the love

Dos três acidentes, um resultou na morte de uma pessoa, outro deixou um cavalo gravemente ferido e o outro envolveu diversos veículos e quase atropelou um pedestre que caminhava pela rua. Jundiaí registra três acidentes com motoristas bêbados em uma semana
Em menos de uma semana, ao menos três acidentes foram causados por motoristas bêbados na região de Jundiaí (SP). A infração é considerada gravíssima e pode levar o condutor à prisão.
Dos três acidentes, um resultou na morte de uma pessoa, outro deixou um cavalo gravemente ferido e o terceiro envolveu diversos veículos e quase atropelou um pedestre que caminhava pela rua (confira, abaixo, como e quando ocorreu cada acidente).
📲 Participe do canal do g1 Sorocaba e Jundiaí no WhatsApp
1º de julho
O primeiro acidente aconteceu no dia 1º de julho, na rua Dr. Cavalcante, na Vila Arens, em Jundiaí. Um motorista bêbado, de 55 anos, foi preso em flagrante após derrubar cinco motos, bater em dois carros e em um ônibus, além de quase atropelar um pedestre.
De acordo com o B.O, o motorista só parou quando bateu na traseira do ônibus. Uma câmera de segurança registrou o momento em que o veículo bate em uma placa de trânsito e quase atropela uma pessoa (assista abaixo).
Motorista bêbado é preso após derrubar motos, bater em carros e ônibus em Jundiaí
Ainda conforme o registro, o homem foi contido por moradores que estavam no local e chegou a ser agredido. Ele passou pelo teste do bafômetro apontou 0,73 miligramas de álcool por litro de ar alveolar, índice considerado crime de trânsito.
Ele pagou uma fiança de R$ 5 mil e foi solto.
2º acidente
No mesmo dia, outro motorista bêbado perdeu o controle do veículo, invadiu a pista contrária e bateu de frente com uma charrete em Jundiaí, deixando um cavalo gravemente ferido. Um jovem de 18 anos, que também estava na charrete, sofreu ferimentos leves.
O motorista pagou fiança de R$ 3 mil e também foi solto.
7 de julho
Um dos acidentes ocorreu na madrugada de domingo (7), em Várzea Paulista (SP), e deixou um morto
Redes Sociais
Seis dias após os dois acidentes, um homem de 32 anos morreu ao colidir o veículo em que estava contra o muro de um comércio de Várzea Paulista (SP). O acidente ocorreu na madrugada de domingo (7), na Avenida Fernão Dias Paes Leme. Uma câmera de segurança do estabelecimento registrou o impacto (veja abaixo).
De acordo com a Polícia Militar, o motorista teve ferimentos leves e disse que não conhecia o passageiro. Ele afirmou que deu carona para a vítima pois eles estavam no mesmo ambiente.
Ainda conforme a PM, o motorista foi preso por embriaguez ao volante.
Passageiro morre após veículo se chocar contra muro de comércio em Várzea Paulista
LEIA TAMBÉM:
Dois motociclistas morrem após acidentes em rodovia de Itatiba durante o fim de semana
Infração gravíssima
Dirigir sob a influência de álcool ou recusar-se a soprar o bafômetro são consideradas infrações gravíssimas, de acordo com os artigos 165 e 165-A do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).
Em ambos os casos, a multa é de R$ 2.934,70 e os motoristas respondem a processo de suspensão da carteira de habilitação. No caso de reincidência no período de 12 meses, a pena será aplicada em dobro, ou seja, R$ 5.869,40, além da cassação da CNH.
Beber e dirigir pode gerar multa e até prisão
Reprodução/Tânia Rêgo/Agência Brasil
Combinações mortais
Álcool e trânsito não combinam. Segundo a lei, se o resultado do bafômetro for positivo e inferior a 0,34 miligramas de álcool por litro de sangue, o motorista será multado em R$ 2.934,70 e ficará com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa.
Caso o teste ultrapasse o limite de 0,33 mg/L, o condutor estará cometendo um crime de trânsito. A pena é de seis meses a três anos de detenção.
Veja mais notícias da região no g1 Sorocaba e Jundiaí
VÍDEOS: assista às reportagens da TV TEM

Sobre o Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *