Em entrevista, Lula critica Lava Jato e volta a defender regulação da mídia
Pré-candidato, Lula (PT) lidera as pesquisas de intenção de voto para as eleições presidenciais de 2022. Foto: Reprodução/O Seu Jornal
Em entrevista, Lula critica Lava Jato e volta a defender regulação da mídia
Pré-candidato, Lula (PT) lidera as pesquisas de intenção de voto para as eleições presidenciais de 2022. Foto: Reprodução/O Seu Jornal

Petista defendeu a democratização dos meios de comunicação no Brasil

O ex-presidente Lula (PT), em entrevista à Rádio Educadora de Piracicaba, interior de São Paulo, falou sobre propostas de regulamentação dos meios de comunicação, criticou o presidente Jair Bolsonaro (PL) e lembrou de quando foi alvo da operação Lava Jato.

“Se teve corrupção, você prende o corrupto. Se o um empresário roubou, prenda. Se um gerente roubou, prenda. O que você não pode é quebrar as empresas, o que você não pode é fazer com que o empregado sofra porque o seu patrão roubou, ou o gerente roubou.

Você prende quem roubou e deixa as empresas funcionando porque no ‘frigir dos ovos’ a Lava Jato causou um prejuízo de 4,4 milhões de pessoas desempregadas”, argumentou.

Mas, ele estava com um objetivo político, levou isso até o fim e acabou no que acabou. Hoje, ele é uma figura defenestrada na política brasileira e para muita gente da sociedade”, criticou.

Ainda na entrevista, Lula foi questionado sobre o tema corrupção e opinou sobre o que se passa no governo Bolsonaro: “Foi no governo do PT que a gente apurou corrupção, porque no governo do PT não tinha denúncia que não fosse operada, investigada. Não tinha.

Fomos nós que criamos a delação, fomos nós que criamos o Portal da Transparência e fomos nós que criamos a Lei de Acesso à Informação porque qualquer pessoa podia saber o que acontecia no nosso governo. Agora, o Bolsonaro diz que não tem corrupção mas decreta sigilo de 100 anos para qualquer denúncia contra ele”.

A respeito da intenção de regular a imprensa, o ex-presidente falou sobre “democratizar os meios de comunicação”: “A gente está falando do rádio e da televisão, estamos falando que é preciso regular.

Jornal e revista é problema do dono, façam o que quiser, escrevam o que quiser. Mas, aquela mídia que é concessão do Estado é preciso que coloque a sociedade para discutir como é que a gente pode democratizar melhor”.

Lula também deu sua opinião a respeito dos eleitores conservadores. “Eu não esperava que o Brasil tivesse tanta gente de posições conservadoras. Ou você usa uma camisa verde e amarela, ou você não é brasileiro. Ou você processa as mentiras de Bolsonaro, ou você é comunista!”, afirmou indignado. Fonte: JP

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.