Eleições 2024: veja o impacto dos apoios de Lula e Bolsonaro em BH, Recife, Rio e SP segundo o Datafolha

0
Spread the love

Levantamento aponta que, a 3 meses da eleição, boa parte dos eleitores ainda não sabe quem o presidente e seu antecessor vão apoiar. Polarização política vista em 2022, entretanto, deve se refletir no cenário eleitoral em algumas cidades, aponta instituto. Bolsonaro e Lula no debate da Globo
Stephanie Rodrigues/g1
Pesquisa Datafolha divulgada no sábado (6) indicou que, a 3 meses das eleições, parte dos eleitores ainda desconhece quem Lula (PT) e Jair Bolsonaro (PL) vão apoiar na disputa pelas prefeituras de Belo Horizonte, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo:
Em Belo Horizonte, 47% não sabem quem Lula vai apoiar, e 51% não sabem quem Bolsonaro vai apoiar;
Em Recife, os percentuais são 25% para Lula e 42% para Bolsonaro;
No Rio, 38% não sabem quem Lula vai apoiar e 54%, desconhecem quem é o candidato de Bolsonaro;
E, em São Paulo, os percentuais são de 27% para Lula e 40%, para Bolsonaro.
Esse desconhecimento torna incerto, ainda, o impacto que o apoio de Lula e Bolsonaro vão ter nas candidaturas.
A pesquisa indica, entretanto, que o apoio de Lula e Bolsonaro será sentido nas urnas nestas capitais: em Belo Horizonte, por exemplo, 53% dos eleitores dizem que não votariam de jeito nenhum em um candidato apoiado por Lula (PT) e 60%, em um apoiado por Bolsonaro – um empate técnico, uma vez que a margem de erro da pesquisa na cidade é 4 pontos percentuais, para mais ou para menos.
“A polarização que ocorreu em 2022 continua e se reflete no cenário eleitoral municipal em algumas cidades como São Paulo, por exemplo”, diz Luciana Chong, diretora do Datafolha.
Veja, abaixo, os percentuais para cada uma das 4 cidades:
São Paulo
Na capital paulista, 45% não votariam de jeito nenhum em um candidato apoiador por Lula e 65%, em um de Bolsonaro.
Por outro lado, 23% votariam com certeza em um candidato apoiado por Lula e 16%, num apoiado por Bolsonaro.

Rio de Janeiro
No Rio de Janeiro, a rejeição de Bolsonaro também é maior que a de Lula: 57% não votariam em um candidato apoiado pelo ex-presidente e 46%, em um apoiado pelo petista.
Outros 14% de eleitores dizem que votariam com certeza em um candidato apoiado por Lula e 20%, em um apoiado por Bolsonaro — empate técnico, pois a margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

Belo Horizonte
Em Belo Horizonte, o cenário é o mais equilibrado. Bolsonaro e Lula estão empatados tanto entre os eleitores que dizem não votar em um candidato apoiado por eles (60% e 53%, respectivamente, o que configura empate técnico) como entre os eleitores que dizem que com certeza votariam em um nome indicado por um deles (22% para cada um).

Recife
Na capital pernambucana, Lula tem a maior vantagem como cabo eleitoral em relação a Bolsonaro entre as 4 capitais pesquisadas: a rejeição ao apoio do presidente é de 38%, ante 67% do antecessor, enquanto 28% votariam em com certeza em um candidato do petista, ante 16% do rival político.

📊 O Datafolha ouviu eleitores entre os dias 2 e 4 de julho nas quatro capitais:
Em São Paulo, foram 1.092 eleitores, com margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos;
No Rio, foram 840 eleitores, com margem de erro é de 3 pontos.
Em Belo Horizonte e Recife, cada pesquisa ouviu 616 eleitores, e a margem de erro é de 4 pontos.
LEIA TAMBÉM:
Datafolha: veja aprovação de Lula em Belo Horizonte, Recife, Rio e São Paulo
Datafolha: aliados de Nunes veem Marçal perto do teto; Boulos tenta furar bolha por 2º turno

Sobre o Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *