Corpo de motorista de ônibus morto por passageiro após se recusar a parar fora do ponto é velado na Grande SP

0
Spread the love

Velório e sepultamento acontecem em Suzano, na Grande SP. Caso aconteceu na noite de domingo. Segundo a Polícia Civil, imagens de circuito de segurança são analisadas para tentar identificar o autor dos disparos. Motorista de ônibus Gabriel Moraes da Silva foi morto por passageiro com tiro na cabeça
Reprodução
O corpo do motorista de ônibus morto por um passageiro após uma discussão em São Paulo é velado em Suzano, na Grande São Paulo, na manhã desta terça-feira (9). O caso aconteceu na noite de domingo (7), na Zona Leste da capital, depois do motorista se recusar a parar fora do ponto, segundo outros passageiros.
✅ Clique para seguir o canal do g1 Mogi das Cruzes e Suzano no WhatsApp
Gabriel Moraes da Silva tinha 26 anos, era casado e deixa três filhos e um enteado. O velório acontece no cemitério Colina dos Ipês e o sepultamento, que está marcado para as 11h30, será realizado no mesmo local.
Motorista de ônibus é morto na zona leste de São Paulo
De acordo com a Polícia Civil, imagens de circuito de segurança são analisadas para tentar identificar o passageiro que disparou contra Gabriel.
LEIA MAIS:
Motorista de ônibus é baleado na cabeça e morto por passageiro após se recusar a parar fora do ponto em SP
O caso
Depois de ser atingido e ferido pelo disparo, o condutor perdeu o controle do veículo e bateu o coletivo em duas casas da Rua Visconde Aljezur, no Itaim Paulista. O motorista não resistiu e morreu no local.
Uma passageira do ônibus se machucou com a batida e foi levada de ambulância para um hospital. Seu estado de saúde não foi informado.
Passageiro discutiu e matou motorista de ônibus com tiro na cabeça na Zona Leste de São Paulo
Reprodução/TV Globo
O passageiro que atirou no motorista de ônibus fugiu após o crime. Outros passageiros que estavam dentro do coletivo contaram à polícia que o assassino sacou a arma quando pediu para o condutor parar fora do ponto e ele se recusou.
A ocorrência foi atendida pela Polícia Militar (PM). O caso foi registrado como homicídio qualificado por motivo fútil e colisão de veículo no 50º Distrito Policial (DP), Itaim Paulista. A investigação da Polícia Civil busca câmeras de segurança de imóveis que poderiam ter gravado o criminoso. No coletivo não teria câmera de monitoramento que grava.
A SPTrans, empresa municipal que regula o transporte de ônibus na capital paulista, lamentou a morte do motorista e informou que está colaborando com à investigação policial.
Polícia procura por passageiro que matou motorista de ônibus em SP
“A SPTrans lamenta e repudia o injustificável ato de violência registrado na noite do último domingo, envolvendo um ônibus da Transunião que operava pela linha 2007/10 Cid. Kemel II – CPTM Itaim Paulista. A gestora do transporte municipal está à disposição das autoridades policiais para auxiliar no que estiver ao seu alcance no decorrer das investigações”, disse a empresa em nota.
“É com profundo pesar que comunicamos o falecimento de nosso colaborador, Gabriel Moraes da Silva, ocorrido no dia 07/07/2024, às 21:22, no bairro Kemel II, São Paulo. Gabriel estava em serviço, operando o veículo de prefixo 36184 na linha 2007/10, quando foi tragicamente vítima de um incidente que está sob investigação pelas autoridades competentes. A Transunião Transportes está colaborando integralmente com as investigações e já designou um representante para prestar o devido apoio à família de Gabriel. Até o presente momento, não dispomos de informações sobre os detalhes do velório. Expressamos nossas mais sinceras condolências à família e aos amigos do Gabriel. Que encontrem força e consolo neste momento tão difícil”, informa nota da empresa Transunião Transportes.
Assista a mais notícias sobre o Alto Tietê

Sobre o Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *