Comissão do Senado aprova novo indicado do governo para comando da Defensoria Pública da União

Comissão do Senado aprova novo indicado do governo para comando da Defensoria Pública da União
Nome de Leonardo de Magalhães ainda será analisada pelo plenário da casa. Em maio deste ano, Lula havia indicado Igor Roque para o cargo, mas nome foi rejeitado pelo plenário do Senado. Leonardo Magalhães, indicado para chefiar a Defensoria Pública da União
Geraldo Magela/Agência Senado
A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) aprovou nesta quarta-feira (6), por 19 votos a 0, a indicação de Leonardo Cardoso de Magalhães para o comando da Defensoria Pública da União (DPU). Esta é a segunda indicação ao cargo enviada pelo governo neste ano.
No fim de outubro, o nome de Igor Roque, indicado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em maio para o cargo, chegou a ser aprovado pela CCJ, mas foi rejeitado pelo plenário da Casa por 38 votos contrários, 35 favoráveis e 1 abstenção.
Nos bastidores, um governista classificou a rejeição como um “recado” da oposição.
O nome de Leonardo de Magalhães ainda terá que ser aprovado no plenário do Senado por, pelo menos, 41 votos favoráveis. O indicado pretende ocupar o cargo aberto em decorrência do término do mandato de Daniel de Macedo Alves Pereira.
Leonardo Magalhães, indicado para comandar a DPU, e Davi Alcolumbre, presidente da CCJ do Senado
Geraldo Magela/Agência Senado
O relator da indicação de Magalhães, senador Jayme Campos (União-MT), escreveu em seu parecer um breve resumo do currículo do indicado, que ingressou nos quadros da Defensoria Pública da União em 2008 e já atuou junto à comissão e à Corte Interamericana de Direitos Humanos.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.