Arquivos do Twitter: os bastidores do banimento de Trump

0
Foto: Reprodução/Redes Sociais

O jornalista Matt Taibbi fez uma sequência de postagens com o título The Twitter Files (“Os arquivos do Twitter”, em tradução livre). Elas mostram como altos executivos da rede social decidiram se retirar Donald Trump, ex-presidente norte-americano, da plataforma. Elon Musk, novo dono da rede social, teve a denúncia publicada na sexta-feira 9.

Trump foi banido em 8 de janeiro de 2021, depois dos protestos em seu apoio na frente do Capitólio dos Estados Unidos. De acordo com Taibbi, Os Arquivos do Twitter mostram que os executivos da rede social pretendiam banir o então presidente dos EUA antes mesmo das ocorrências ocorrerem.

“A maior parte do debate interno que levou à recepção de Trump ocorreu naqueles três dias de janeiro”, escreveu Taibbi. “No entanto, a estrutura intelectual foi estabelecida nos meses anteriores aos distúrbios do Capitólio.”

O jornalista relata que a empresa criou um canal interno de mensagens. “Este seria o local para discussões sobre remoções relacionadas à eleição, especialmente aqueles que envolvem contas de ‘alto perfil’”, explicou.

“Suprema Corte” da moderação

Além disso, ele cita a existência de uma “Suprema Corte de moderação de alta velocidade, emitindo decisões de conteúdo na hora, muitas vezes em minutos e com base em suposições, intuições e até pesquisas no Google, mesmo em casos envolvendo o presidente”. O grupo seria formado por executivos seniores das políticas de segurança e manteria contato direto com autoridades federais e de inteligência norte-americanas sobre as questões de moderação de conteúdo durante as Eleições de 2020.”

Os Arquivos do Twitter, segundo o próprio Taibbi, ainda estão em revisão. As mensagens iniciais, entretanto, mostram que a empresa poderia, depois de censurar Trump, retirar outros presidentes e a própria Casa Branca da rede social.

Leia também: “O Voo da Liberdade”, reportagem de Cristyan Costa e Dagomir Marquezi para edição 110 da Revista Oeste

Sobre o Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *